Autenticação


Busca avançada

Relatos Swingprive.com

Amo meu marido

Oi pessoal, meu nome é Mari, sou casada há 12 anos com um homem maravilhoso, que se chama Nilson, tendo ele 43anos, e eu atualmente 35anos. Moramos na cidade de Moji das Cruzes e sempre que podemos ou temos um tempinho, estamos no litoral, na cidade de Betioga. Pois gostamos muito de praia e dos prazeres que o local nos oferece. No último dia 14/janeiro, era um sábado, e fomos para lá. Desde a saida de casa que meu marido nao parava de me acariciar dizendo que eu estava maravilhosa... Eu usava apenas um micro vestidinho branco de malha de algodão mole, que cai bem sensual sobre o corpo, e bor baixo um fiozinho também branco, mas como o vestidinho é meio transparente, dá pra ver todo o detalhe do fiozinho. Meu marido toda hora hora dizia que eu estava vestida para matar.Ríamos muito com os olhares que arrancava de quem me olhava. Paramos no racho do milho para tomar um cafézinho e ir ao banheiro. Reparei que um homem moreno de aproximadamente uns 40 anos, nao tirava os olhos de mim. Falei então pro meu marido e ele respondeu: vc nao gosta de provocar? entao aguente, e comessou a rir. Fiquei fazendo o pedido do que iriamos consumir e meu marido, desconfio que pra dá mais chance para o homem que me secava o tempo todo, resolveu ir ao banheiro... Eu olhava de relance disfarçamdo e percebia que o homem desconhecido nao parava de me secar. parecia estar vidrado em minha bunda. Senti um arrepio, daqueles que nos deixa meio excitada... rsrsrs. Alguns minutos depois, meu marido retornou do banheiro e foi minha vez de ir lá. Precisei secar minha chaninha, pois estava molhadinha da cituação que rolava ali. Qdo eu retonei, estava saindo do banheiro,passando pelo corredor, encontro com o homem que me secava, e ele me aborda diendo: Nossa, menina. vc é muito gostosa, eu daria qualquer coisa somente pra ver a belezura que vc tem aí por baixo deste estidinho, dentro deste fiozinho gostoso... Fiz que nao o ouvir, e fui direto para onde meu marido se encontrava. Contei pra ele o ocorrido e ele caiu no sarro, me dizendo: aí ó, não era isso o que vc estava procurando? E agora? Quando aparece vc corre do pau? Se você tiver coragem, estou pronto para uma aventura sacana. Só vai depender de você. Eu perguntei se ele estava falando sério, e ele afirmou que sim. Daí falei pra ele, -então faz amizade com ele e convida pra ir conosco, pra vc ver o que tenho coragem de fazer. Ele respondeu que ele nao tinha coragem, mas que eu mesma podia tomar a iniciativa que ele preferiria. Nisso o homem estava voltando, sentou-se e ficou nos fitando, quando estávamos saindo, ele se aproximou, cumprimentou a nós dois e falou: Quero pedir desculpas pela falta de sutileza de minha parte; aí se apresentou falando seu nome e o que fazia, disse também que estava indo para Bertioga porque tinha uma casa lá, e se fôssemos para aqueles lados, gostaria de rever-nos... Observei que era simpático, tinha um tom de voz bonito e era bem agradável. Agradecemos e dissemos-lhe o nome do barzinho que costumamos ficar, na Rua Julio Preste, bem próximo a Av Vicente de Carvalho, e fomos embora. A partir daí, vocÊs nao fazem idéia de quanto meu marido foi me alugando... então eu o desafiei pra que tivesse coragem e desse inicio á brincadeira, que já estava pronta e bem a fim. Ele repetiu que não tinha coragem nem jeito, mas se eu tomasse a iniciativa estava totalmente aprovada e liberada pra fazer o que me viesse á teia. Eu lhe respondi: tudo bem, deixa aparecer outra oportunnidade desta aí vc vai ver. Depois nao quero ver vc reclamar de nada. no que ele respondeu: Dou minha palavra. Gente, lá por volta das 23hs quando chegamos no bar, sentamos e pedimos uma cerveja, advinhem quem estava lá acenando e sorrindo pra gente!!! Pois é, o tal. Lembrei do que meu marido prometeu e comecei a provocar o tal com minhas armas que todoas as mulheres sabem bem como usá-las. Inicialmente, abria as pernas sutilmente, como sem perceber, e o homem lá aproveitando. Depois enfiei meus dedos entre as coxas e puxei minha calcinha como que para endireitá-la, e o homem lá nao perdia um só lance. Puxei o fiozinho um pouquinho de lado deixando a xota aparecendo, e fiquei de pernas meio abertas, só pra ele ver. quando olhei vi que ele esta acariciando o pau que já estava duríssimo. e tudo eu comentava com meu marido, e que também dizia que estava sentindo o maior tesão. Eu me sentia a rainha da cocada, deixando aqueles dois machos doidos de tesão por mim. Comecei a sentir uma vontade louca de realizar umas fantasias minhas que eu tenho. Falei pro meu marido: vai lá e chama ele pra vir ficar aqui com a gente. mas meu marido disse que ele nao consseguia fazer isso, mas que se eu quisesse podia ir. então eu perguntei e se ele quiser ficar perguntando mais coisas ou qusier que eu sente um pouco lá com ele, o que eu faço? Ele me respondeu: aja do jeito que vc achar que deve e nao se preocupe, está valendo a brincadeira. Então me levantei e fui até o nosso novo amigo. Ele já puxou a cadeira e mandou eu me sentar ao seu lado, sem nenhuma serimônia falou que estava no maior tesão. que eu o estava deixando louco. que estava a pondo de tirar seu cacete pra fora e bater uma punheta ali mesmo. eu lhe perguntei se ele era louco. ele disse que eu o havia deixado. De repente sinto ele enfiando sorrateiramente a mão por dentro das minhas coxas por baixo de mesa e acariciando com o dedo médio, tentando tocar na minha xaninha. olhei pro meu marido e o vir me olhando discretamente e acariciando set pau por debaixo da mesa tambem. Em seguida o homem pega minha mão e conduz para seu colo, quando nem acreditei ele estava com o pau todo de fora colocando na minha mão, para eu masturbá-lo. olhei novamnete para meu marido e ele fez aceno positivo de cabeça para que eu continuasse. Eu já estava toda molhada naquela hora, só facilitei pra ele acariciaar meu grelinho e fui acariciando aquele pau grosso e gostoso .... .... continuo depois

Voltar





Comentários Relatos Swingprive.com


Voltar




Swingprive.com 2018